Você sabe como funciona o reconhecimento de receita de um contrato de longo prazo?

0
551

Conhecimento de contabilidade garante a correta leitura do desempenho das empresas, especialmente nas temporadas de resultado. Abaixo, ilustramos as normas para contratos de longo prazo:

Um contrato de longo prazo se estende por mais de um período contábil. Por isso, esse tipo de contrato levanta questões sobre como reconhecer as receitas nos demonstrativos de resultado. O modo como o reconhecimento será feito em geral depende não somente da natureza do contrato, mas também se os custos atrelados ao contrato podem ser estimados com confiança ou não.

No caso no qual os custos são sabidos de antemão, as normas de contabilidade mais utilizadas (IFRS e US GAAP) sugerem que a receita seja reconhecida de acordo com a porcentagem completada do contrato. Por exemplo, imagine um contrato de 3 anos de R$5M. Os custos totais estimados são de R$3M.  Se no primeiro ano a empresa incorre R$1.5M de custos, no segundo R$1M e no terceiro ano R$0.5M, então o reconhecimento da receita será proporcional aos custos conforme indicado na tabela.

No caso dos custos serem imprevisíveis, as normas IFRS e US GAAP sugerem tratamentos distintos. No US GAAP, sugere-se que toda a receita e o custo sejam reconhecidos na data do término do contrato, enquanto no IFRS sugere-se que a receita seja reconhecida na mesma magnitude do custo incorrido, de tal forma que o lucro (ou prejuízo) do contrato seja reconhecido apenas ao término do contrato. Em um exemplo similar ao anterior mas no qual não se sabe ao certo os custos desde o início, a tabela sintetiza como as receitas seriam reconhecidas nesse caso utilizando o IFRS e US GAAP.