Você sabe qual o efeito de uma desvalorização cambial na balança comercial?

0
492

A balança comercial de um país é o saldo de suas exportações menos suas importações. O país que exporta mais que importa tem superávit comercial que, no geral, favorece geração de PIB, renda, empregos, etc. Um país que importa mais que exporta tem déficit comercial. Ter déficit comercial não necessariamente é ruim. Os EUA, maior economia do mundo, tem também o maior déficit comercial do mundo. São muitos os fatores que definem se um país tem déficit ou superávit comercial. Um dos mais importantes é o nível do câmbio (valor da moeda frente às moedas de outros países).

As pessoas tendem a acreditar que quanto mais valorizada a moeda de um país, melhor. Por exemplo, aqui no Brasil, notícias de alta do dólar (desvalorização do real) geralmente são vistas com pessimismo. No geral essa visão é correta do ponto de vista dos consumidores. Mas existe um alento. Quando há uma desvalorização cambial, em geral o efeito é positivo para a balança comercial do país. Isso ocorre porque os bens importados ficam mais caros relativamente, e os bens produzidos no país ficam mais competitivos no exterior (mais baratos para quem compra).

No entanto, o efeito da depreciação do câmbio não é instantâneo. Isso porque demora um pouco para as empresas trocarem de fornecedores e para os consumidores levarem em conta os novos preços. Sendo assim, quando um país que parte de um déficit comercial sofre uma desvalorização cambial, as quantidades importadas e exportadas permanecem razoavelmente constantes no curtíssimo prazo, e a diferença nos preços causa inicialmente uma deterioração na balança comercial. Conforme o tempo passa, os novos preços são levados em conta pelos agentes, a quantidade exportada aumenta e a balança comercial começa a reagir positivamente.

O efeito descrito é conhecido como curva-J, e o nome fica evidente a partir da imagem. Lembre disso a próxima vez que você ver uma alta forte no dólar. Pode ser ruim para os consumidores locais, mas a balança comercial agradece.